Descubra 6 passos para a emissão de nota fiscal de serviços

Compartilhe nas redes!

Como fazer a emissão de nota fiscal de serviços em 6 passos

Confira o passo a passo da emissão de nota fiscal para serviços de forma rápida e fácil

A emissão de nota fiscal para serviços é um processo obrigatório, garantindo a legalidade e a transparência de suas atividades. 

Além de ser uma exigência fiscal, também é um documento que comprova a prestação do serviço, facilita o recebimento do pagamento e permite o controle financeiro do negócio.

Mas como emitir uma nota fiscal para serviços? Quais são os passos necessários para realizar esse procedimento? 

Neste artigo, vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre o assunto e mostrar como fazer a emissão de nota fiscal para serviços em 6 passos simples. 

Confira!

Por que fazer a emissão de nota fiscal para serviços?

Emitir os documentos ficado para seus serviços é importante tanto para o prestador quanto para o tomador.

Mas você sabe por quê? Alguns dos principais motivos são:

  • Cumprimento das obrigações, evitando problemas com o Fisco e possíveis multas;
  • Atesta que o serviço foi realizado conforme o combinado, garantindo os direitos e deveres das partes envolvidas;
  • Ajuda a organizar as entradas e saídas do caixa, facilitando a gestão financeira do negócio e o planejamento tributário;
  • O prestador de serviços demonstra profissionalismo e seriedade.

Como fazer a emissão de nota fiscal para serviços?

Por fim, vamos ver como deve ser a emissão de nota fiscal.

Para emitir a NFs-e, você precisa seguir alguns passos básicos.

1. Ter uma empresa regularizada

Em primeiro lugar, a nota fiscal é um documento que comprova a legalidade das suas vendas ou prestações de serviços, garantindo os direitos do consumidor e a transparência das operações comerciais.

Portanto, ela só poderá ser emitida por uma empresa com um CNPJ ativo! Desse modo, se suas atividades estão irregulares, regularizar é o primeiro passo.

2. Saber qual nota deve emitir

Existem vários tipos de notas fiscais. Cada tipo tem uma finalidade específica e uma forma de tributação diferente. 

Os principais tipos de notas fiscais são:

  • NF-e (Nota Fiscal Eletrônica de Produtos ou Mercadorias): Registrar as vendas de produtos;
  • NFS-e (Nota Fiscal Eletrônica de Serviços): Registra a prestação de serviços;
  • NFC-e (Nota Fiscal ao Consumidor Eletrônica): É a nota que registra a venda de produtos ou serviços para o consumidor final, substituindo o cupom fiscal. 

É importante saber qual documento deve ser evitado para evitar confusões nos próximos passos e complicações com o Fisco.

3. Obter um cadastro municipal

O cadastro municipal é um passo importante para garantir a legalidade e a regularidade da sua empresa. 

Ele permite que você controle o pagamento dos impostos municipais, como o ISS (Imposto Sobre Serviços), e evite multas e penalidades.

Como citamos, saber a nota que será emitida faz toda diferença.

Esse cadastro é obrigatório para todas as empresas que prestam serviços e que precisam emitir notas fiscais de serviço eletrônicas (NFS-e). 

No entanto, não deve ser confundido com o cadastro estadual, que deve ser feito para quem recolhe o ICMS.

Empresas que precisam emitir notas para serviços e produtos devem fazer os dois tipos de cadastro.

4. Conseguir o certificado digital

Um certificado digital é um documento eletrônico que funciona como uma identidade virtual para pessoas e empresas.

Esse certificado é utilizado para garantir a autenticidade e confidencialidade das informações no ambiente online.

O certificado digital permite que você assine documentos eletronicamente, com validade jurídica, sem precisar de papel, caneta ou reconhecimento de firma em cartório. 

Por isso ele é essencial para a emissão de notas fiscais de serviço eletrônicas.

5. Acessar o sistema de emissão de notas fiscais

Na hora de escolher um sistema, o gestor tem duas opções: sistemas públicos e privados.

Sistemas gratuitos são disponibilizados pelas prefeituras, sendo as responsáveis pela administração e fiscalização dos impostos.

Já os sistemas privados são oferecidos por empresas ou entidades que desenvolvem soluções tecnológicas para facilitar a emissão de notas fiscais de serviços.

Eles podem oferecer mais funcionalidades e facilidades para os contribuintes, a integração com outros sistemas contábeis ou financeiros, armazenamento em nuvem, são exemplos.

Um exemplo de sistema público é o Portal da Nota Fiscal de Serviço eletrônica, que é uma iniciativa do governo federal para padronizar e simplificar a emissão de NFS-e em todo o país.

6. Preencher, emitir e enviar a nota fiscal

No sistema de emissão de notas fiscais, você deve preencher os campos solicitados com as informações referentes ao serviço prestado.

Após preencher os dados você deve conferir se tudo está correto e clicar em emitir. 

O sistema vai gerar um arquivo eletrônico com a nota fiscal, que pode ser salvo, impresso ou enviado por e-mail para o tomador do serviço.

Pronto! 

Agora você já sabe como emitir uma nota fiscal para serviços.  

O apoio especializado pode te ajudar a ter facilidade e eficiência no processo 

Lembre-se de que esse processo é essencial para manter a regularidade do seu negócio e garantir os seus direitos e deveres como prestador de serviços. 

Se precisar de apoio com qualquer um dos processos, não hesite em falar com os especialistas da Barão Assessoria Contábil.

Entre em contato conosco e garanta um processo de emissão de NF sem dúvidas, erros e de forma ágil e segura.

CLIQUE AQUI E TENHA EFICIÊNCIA NA EMISSÃO DE SUAS NOTAS FISCAIS!

5/5 - (1 vote)

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

Veja também

Posts Relacionados

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recomendado só para você
Tributação para prestadores de serviços: como funciona? Um guia completo…
Podemos te ajudar? 💙